Tu se foste sem dizer nada
me deixaste aqui, perdida
As horas passam depressa
Se eu não lhe encontro
Me perco no tempo fazendo apenas uma promessa
Teus olhos ei de ver outra vez
Tua boca beijar e teu abraço sentir
Um futuro que ainda é incerto
Ainda há de existir.
Nos teus braço me reencontrarei
E nele, permanecerei.
O tempo gela a paixão ausente
Mas não a veda
De forma, que estará sempre presente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

olhar, silêncio e mistério.

sinto saudades.