sinto saudades.


Sinto saudade daquela época de descobrimentos... Não sei. Sinto saudade do que quase tivemos... Sinto saudade das nossas conversas. Sinto saudade do teu abraço, do teu toque. É, eu sinto saudade de você. E não é pouca. Mas essa saudade vai ter que acabar. Por bem, por mal, ela irá. Eu sinto algo em seu olhar. Sinto medo, paixão e decepção. Mas se você quer realmente saber, se eu ficar pensando nisso, eu não vou te tirar da cabeça. Parei de me iludir com olhares. Parei de me iludir com abraços. Com sorrisos. Aliás, parei de me iludir com você. Isso é, um basta nessa história que estava indo longe demais. Declaro aqui, o meu fim. Não vou fazer nenhum esforço mais pra te ter aqui por perto.
Declaro aqui, que eu D E S I S T O !

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

olhar, silêncio e mistério.