boneca de vidro


Me perguntaram hoje, se eu gostaria de ser uma boneca de pano... Na hora eu achei que iria ser legal, imagina só. Alguém me apertando, me chamando de fofa... Enfim, entretanto pensamentos, pensei melhor, e se fosse pra ser boneca gostaria de ser de vidro. Porque? Já viu alguém deixar um copo de vidro cair de propósito? De estar pouco se importando com aquele objeto? Não. De vidro quebra. Quebra em pedacinhos... No caso, teriam cuidado comigo. Eu seria de vidro. Estariam preocupados, e eu saberia disso. De pano, eu cairia muitas vezes, mais continuaria a mesma 'coisa', sendo que na realidade não é assim. Eu me machuco também. De pano o máximo que aconteceria, era rasgar ou sujar, mas o que uma agulha ou uma agua não fazem não é? De vidro não. Se eu cair, só poderia ser reconstruida com cola, e mesmo assim, não voltaria a ser igual o que eu era. E essa seria a intenção de ser de vidro. Provar que quando nos machucamos, NÃO volta a ser como era antes. 
Uma magoa pode ser perdoada, mais nunca esquecida

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

olhar, silêncio e mistério.

sinto saudades.